Breaking

quarta-feira, 22 de agosto de 2018

Desafio do Momo coloca crianças em perigo no Whatsapp

Lenda Urbana e Golpe - Há alguns dias tem circulado na internet um aviso supostamente emitido pelo Colégio Marista sobre os perigos de um jogo chamado desafio do Momo. 

Trecho do aviso - "Informamos que as crianças e adolescentes estão tendo acesso ao novo fenômeno da internet chamado Momo, personagem de olhos esbugalhados, assustador. Sua imagem ficou famosa no Whatsapp e foi disseminada como desafio viral.

As crianças e adolescente são estimulados indevidamente a ligarem para um numero de telefone para falarem com a Momo. Isso é isca usada por criminosos para roubar dados e extorquir pessoas.

Orientamos aos pais que fiquem atentos e conversem com seus filhos a respeito para evitarem maiores problemas." Fim do trecho do aviso

Desafio do Momo coloca crianças em perigo no Whatsapp

O que é o desafio do Momo no Whatsapp?




Verificação dos fatos - Inicialmente, devemos informar que o Colégio Marista Patamares, em nota divulgada em seu site (aqui), esclareceu que não redigiu nenhuma mensagem sobre a corrente chamada “Desafio Momo”, que circula nas redes sociais, principalmente no Whatsapp.

Ainda assim, muitos colégios estão emitindo um alerta sobre o tal "desafio do Momo", e o fazem muito bem, afinal, o perigo realmente existe.

Originalmente, a Momo é uma escultura conhecida como a “mulher-pássaro”, pertencente ao museu Vanilla Gallery, no distrito de Ginza, em Tóquio.


Alguém decidiu fazer dessa inocente escultura uma espécie de zoeira na internet que abriu brechas para um perigo real.

No Facebook começaram a surgir relatos de pessoas que teriam recebido ligações - via whatsapp - do número +81 345102539 (Japão) cuja foto do perfil era o rosto da escultura que passou a ser chamada de Momo. De acordo com os relatos, Momo seria o espírito de uma jovem japonesa brutalmente assassinada que está presa na rede, procurando vingança.

Durante as ligações. Momo demostrou conhecer muito bem as pessoas para quem ligava, dando diversos dados íntimos. Depois, ainda de acordo com os relatos, Momo passou a enviar fotos de meninas mortas dentre outras bizarrices e a fazer ameaças.

Logo o telefone de Momo se tornou viral e milhares de pessoas do mundo inteiro começaram a ligar para a tal Momo.

Vendo o potencial viral da pegadinha e a imensa procura de crianças e adolescente para entrar em contato com a Momo, golpistas começaram a criar, no mundo inteiro, diversos números de telefones se passando pela Momo.

E são nesses perfis que começaram a surgir os verdadeiros perigos, tais como:

- roubo de informações pessoais
- incitação ao suicídio ou à violência
- assédio, pedofilia e chantagens para envio de nudes
- extorsão
- transtornos físicos e psicológicos (ansiedade, depressão, insônia etc.)

As autoridades policiais pedem que se alguém estiver "conversando" com a Momo e ela pedir algo indevido - se houver uma extorsão ou um pedido de foto intimas -, deve-se salvar a conversa e procurar uma autoridade. Mas atenção, não basta dar "print" na conversa. É preciso exportar a conversa para nós mesmos. O WhatsApp tem uma ferramenta que permite isso.

Concluindo - Apesar da Momo ser, originalmente, apenas uma brincadeira que japoneses criaram para trollar amigos, ela pode e está sendo usada por criminosos para aplicarem golpes dos mais variados tipos, que se aproveitam da ingenuidade das crianças.

É muito importante que pais e responsáveis orientem as crianças para não interagirem, nem por brincadeira com números desconhecidos, e que elas, as crianças, devem, reportar toda e qualquer atitude suspeita de interlocutores que enviam fotos ameaçadoras e de cunho sexual.






Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Adbox