Breaking

quinta-feira, 24 de agosto de 2017

Aluno que espancou professora foi executado com 8 tiros?- Boato

Boato - Jovem que espancou a professora foi encontrado morto com 8 tiros em Santa Catarina.

De acordo com boatos espalhados na rede, o estudante de 15 anos que agrediu a professora, Márcia Friggi,  com um soco dentro da escola municipal de Indaial, no Vale do Itajaí - SC, teria sido executado com 8 tiros.

A notícia segue afirmando que a polícia encara a morte como uma execução motivada pela agressão que o aluno cometeu contra a professora, e que foi um dos assuntos mais comentados na internet na segunda quinzena de agosto. Os autores do "crime" ainda não teriam sido identificados até o momento.



Será verdade que o aluno que espancou a professora foi executado com 8 tiros?




Verificação dos fatos - Um dos tipos de boatos bastante recorrentes e comuns na internet é o que informa a execução sumária de algum meliante que tenha cometido algum crime de grande repercussão na internet. Sites que buscam cliques fáceis e atrativos ao grande público, se aproveitam da grande comoção popular para criar Fake News, que, normalmente, expressam a vontade popular.

Em outras palavras, forjam matérias com notícias falsas que muitas pessoas gostariam que fossem verdade. Isso faz com que o leitor, se sentindo vingado, compartilhe com gosto a matéria, sem se preocupar em saber mais detalhes.

- Sabe aquele aluno, aluno não, marginal, pois para mim é um bandido, que espancou a professora?

- Sei sim, que absurdo o que ele fez.

- Pois é, menina, mataram ele... deram 8 tiros na cara.

- Ah bem feito, que sirva de exemplo, tem que matar mesmo, vou compartilhar para todo mundo saber.
E logo a notícia se torna viral, com todos felizes e vingados. E o melhor, sempre vai ter quem seja contra, o que garante uma boa discussão na timeline parada e sem muito debate. Momento de fama para quem compartilha e dinheiro no bolso de quem criou a notícia.

Só que a notícia é falsa. A foto usada para ilustrar a aluno morto pertence, na verdade , a  João Elcimário Gomes,  29 anos, que morreu em 26 de setembro de 2013, como pode ser visto no site Blitz nas Ruas, aqui.

A vítima, verdadeira, foi morta com cinco tiros, sendo dois no tórax, um no rosto e outro no dedo indicador da mão esquerda, além de um no ombro esquerdo.  Segundo informações da Polícia Militar passadas pelo site Blitz nas Ruas, a vítima passou o dia bebendo com amigos e quando iria embora foi surpreendido com a chegada de dois elementos não identificados (na ocasião) que estavam em uma motocicleta de placa não anotada, que efetuaram vários disparos contra João que morreu no local.

A causa provável do homicídio é de crime passional, já que João Eclimário estaria tendo um relacionamento com moça comprometida.





Sobre o rapaz que deu  um soco na professora, ele prestou depoimento na delegacia, ontem, 23/08/2017, como relata o G1. 

No depoimento, o estudante "Disse que primeiramente foi ofendido pela professora, a situação foi se agravando, ele perdeu a cabeça e acabou batendo na professora"

O jovem tem um histórico de violência. No ano passado, ele teve de prestar serviços à comunidade depois de agredir um colega e bater na própria mãe. A Secretaria Municipal de Educação informou que vai suspender o adolescente das aulas.

Concluindo - É falsa a informação de que o jovem aluno ou menor infrator, para ser politicamente correto, teria sido executado com 8 tiros por desconhecidos revoltados pelo soco que ele desferiu na professora.

E de acordo com o delegado responsável pelo caso, José Klock, "Até sexta-feira (25), vamos concluir o inquérito".



Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Adbox