Breaking

segunda-feira, 19 de março de 2018

Alerta - Imenso Surto de conjuntivite na America do Sul em 2018 - Mentiras e verdades

Um alerta circula nas redes sociais informando á população que, segundo o médico oftalmologista Cláudio Tolentino, nos próximos 3 meses haverá um grande surto de conjuntivite na América do Sul e, por isso, todos devemos tomar cuidados extras para não sermos contaminados.

O boato, que pode ser lido logo abaixo, segue dizendo que o surto engloba tanto a conjuntivite bacteriana quanto a viral e enumera uma série de precauções que as pessoas precisam tomar para não serem contaminadas.

Alerta - Imenso Surto de conjuntivite na America do Sul em 2018 - Mentiras e verdades

Boato sobre suposto surto de conjuntivite - Dentro desses próximos 3 meses , vocês verão um Surto Absurdo de conjuntivite Viral, Bacteriana , e até complicações graves!!! Preparem-se, Higiene a todos lugares e momentos!! LAVE, SEQUE, ÁLCOOL. LAVE, SEQUE, ÁLCOOL. LAVE, SEQUE, ÁLCOOL. LAVE, SEQUE, ÁLCOOL Surto Fortíssimo Conjuntivite na América do Sul !!! Lavem as mãos e use álcool, a todo momento!!!


Saiu de casa, evite pegar no rosto e coçar os olhos. Evite pegar nos cabelos. Higienize a bolsa, Chaves , carro, motocicleta, capacete. Higienize a maçaneta das portas, e torneiras. Não use medicações( colírios) antigas Não use medicações (colírios)de outras pessoas NÃO FAÇA AUTOMEDICAÇÃO!!

Usar álcool gel a todo momento, leve um vidro pequeno consigo. Álcool a todo momento e lavar as mãos e braços SEJA RESPONSÁVEL Dr Cláudio Tolentino Faça a sua parte e ajulde a divulgar Obrigado - Fim do texto do boato.

Será verdade que haverá um imenso surto de conjuntivite na America do Sul em 2018?




Verificação dos fatos - Estamos diante de um boato que mistura verdades óbvias com exageros alarmistas, cuja intenção, aparentemente boa, é apenas fazer viralizar a postagem como... conjuntivite.

Sim, é provável que tenhamos nos próximos meses alguns surtos de conjuntivite em algumas localidades brasileiras, mas é mentira que exista uma previsão de um surto enorme de conjuntivite que atingirá toda a America do Sul.

De acordo com uma matéria publicada no site do Dr. Drauzio Varella, dados divulgados pela Sociedade Brasileira de Oftalmologia, surtos de conjuntivite podem ocorrer em qualquer época do ano. No entanto, eles são comuns nos meses da primavera e do verão, porque o calor, a umidade e também o tempo muito seco favorecem a disseminação dos agentes infecciosos.

Sendo assim, fica evidente que teremos um surto de conjuntivite em algumas regiões brasileiras, como, aliás, está ocorrendo em Minas Gerais que registrou 118 surtos de conjuntivite nestes primeiros dois meses e meio de 2018. 

Lembrando que: segundo a Secretaria de Saúde, "é considerado surto quando há um aumento repentino no número de casos de qualquer doença em um curto espaço de tempo e em uma localidade específica".

Mas não existe nenhuma previsão de grande surto de conjuntivite por toda a América do Sul e muito menos pelo Brasil, até porque não há como prever tal coisa.



Quanto as medidas de como prevenir a conjuntivite atribuídas ao Dr.Claudio Tolentino, elas são reais e válidas. 

O vídeo (abaixo) com as instruções sobre a prevenção da conjuntivite (que tem circulado junto com o texto do alerta) foi feito pelo Dr. Romero Goulart, Médico Oftalmologista na empresa Oculari Hospital Oftalmológico (Monte Claros-MG).




Concluindo - É verdade que esteja ocorrendo um surto de conjuntivite em Minas Gerais e Cianorte (Paraná), e em outras cidades brasileiras, mas é mentira que tal surto esteja previsto para toda America do Sul. 

O alerta de prevenção para se evitar contágio ou propagação da conjuntivite é real e válido principalmente para locais onde existe um surto de conjuntivite ou, ainda, para pessoas que queriam evitar pegar a doença, mesmo não morando em locais com casos da doença ocular.

Basta que uma pessoa da família, um colega de trabalho ou o aluno de uma classe seja infectado, para existir o risco de ocorrer um aumento repentino do número de casos com o mesmo quadro clínico em locais específicos, o que faz supor que todos os afetados tenham sido expostos à mesma fonte de infecção.

Como se vê, prevenir continua sendo o melhor remédio para evitar surtos de conjuntivite.




Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Adbox