Breaking

domingo, 26 de novembro de 2017

A verdade sobre o Leilão de escravos na Líbia

Uma série de fotos mostrando as atrocidades do que seria o leilão de escravos na Líbia, onde as pessoas estariam sendo vendidas por 400 dólares, tem causado comoção e revolta nas redes sociais na última quinzena de Setembro 2017.

São cerca de 15 fotografias mostrando negros pendurados pelos pés, amontoados em um pátio, amarrados, torturados, feridos de diversas formas. Todas são atribuídas ao leilão de escravos na Líbia. Mas algumas delas não pertencem ao estúpido evento.

A verdade sobre as fotos do Leilão de escravos na Líbia


Apesar das fotos não serem relativas as barbáries ocorridas no Leilão de escravos da Líbia - que existe e com certeza submete os escravizados à torturas muito piores das que foram exibidas no Facebook - é nítida a intenção de chocar e chamar a atenção para o texto que denúncia o leilão humano. 

É verdade: leilão de escravos na Líbia vende pessoas por 400 dólares!

No dia 2 de julho de 2017, o jornal El País fez uma reportagem intitulada: "Leilão de escravos ás portas da Europa", onde descreve a situação que ocorre na Líbia - segundo o relato de um escravizado - da seguinte forma:
Mas ninguém se importa porque a Líbia é o inferno. Todo mundo anda armado. Até as crianças carregam pistola. E ninguém se preocupa com o bem e o mal.”
Mas afinal, o que ocorre na Libia? 




A Líbia era, antes da Primavera Árabe (nome dado a onda de protestos, revoltas e revoluções populares contra governos do mundo árabe ocorridos no Egito, Tunísia, Líbia, Síria, Iêmem e Barein em 2011) uma entre várias rotas de imigração ilegais para a Europa. Hoje, após a Primavera Árabe, é praticamente a única rota.

Acontece que a Líbia vive um verdadeiro caos, onde cada vilarejo está sob o domínio de uma milícia diferente, que sequestra, tortura e vende em leilões de escravos as pessoas - negras -  que passam por seus territórios visando a Europa. O destino dessas pessoas, quando compradas em leilões, é a mão-de-obra, por exemplo, servir como serviçais domésticos ou servirem como meros objetos sexuais.

A situação ocorre desde 2011; diversas denúncias foram feitas, como mostra um vídeo da CNN, intitulado: People for sale: Where lives are auctioned for $400 (Pessoas à venda. Onde as vidas são leiloadas por US $ 400).

Mas parece que ninguém se importa, afinal, como disse o subsaariano Abou Bacar "Todo mundo sabe o que acontece, mas ninguém se importa porque a Líbia é o inferno".

A verdade sobre as fotos do Leilão de escravos na Líbia

Na falta de fotografias reais para ilustrar o inferno que passam as pessoas escravizadas na Líbia, o autor da extensa postagem denúncia que tem circulado no Facebook, optou por pegar Algumas fotos no Google. Não todas, mas algumas.

A origem dessas fotos e os verdadeiros motivos do clique dos fotógrafos são outras tragédias, atrocidades e desumanidades cometidas no território africano, que não devem ser ignoradas, embora algumas sejam referente a bandidos pegos pela população.

Os 3 homens pendurados de cabeça para baixo são ladrões que foram pegos roubando, de acordo com o site nigeriano Tori.

Uma das muitas fotos mostrando o aglomerado de homens pertence, na verdade, a uma denúncia das péssimas condições das prisões de Senegal, de acordo com postagem do Vipeoples em 2014.




A foto seguinte é de 2011 na Líbia e conta em diversos blogs como resultado de uma limpeza étnica que massacrou milhares de negros durante a Primavera Árabe - não muito diferente do que ocorre na Líbia atual.


Concluindo - Evidente que muitas pessoas irão dizer que o fato de algumas fotos não pertencerem aos leilões de escravos na Líbia não diminui em nada - e, muito menos ameniza - as atrocidades da escravidão que são submetidos os subsaarianos pela milícia local.

Mas, o Boatos Info tem como missão - e bandeira - fazer a verificação dos fatos, separando a verdade da mentira para que a informação correta seja sempre disseminada. 

Por fim, independente de algumas fotos não serem relacionadas aos leilões de escravos na Líbia, achamos importante a grande repercussão da denúncia com o objetivo de fazer com que a ONU, OTAN e outras organizações internacionais, assim como países de bem que possuem como prioridade a liberdade e a dignidade do individuo, intervenham e façam algo para acabar com o leilão de pessoas na Líbia.

O leilão de escravos na Líbia é verdadeiro - e sua realidade é bem pior que as fotos exibidas no Facebook.
Siga Boatos.info no Facebook
Siga o Boatos.info no Twitter:
Mande sua sugestão de boatos e mantenha-se informado sobre outros boatos através do Whatsapp:  2199844-0853








Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Adbox