Breaking

quarta-feira, 6 de setembro de 2017

Falso – flanelinhas borrifam ácido em vidros dos carros no sinal

Lenda Urbana – Boato falso – Circula nas redes sociais um aviso estarrecedor para quem possui carro: flanelinhas borrifam ácido em vidros dos carros no sinal.

Sem deixar claro qual a intenção real dos flanelinhas, se para roubar ou por simples represália a quem não dá dinheiro a eles, o boato tem sido espalhado há muito tempo.

Leia o boato dos flanelinhas que borrifam ácido nos vidros dos carros parados no sinal (semáforo ou farol em algumas regiões brasileiras).



Gente, uma grande amiga minha que dirigia seu carro na Av. Agamenom Magalhães (sempre anda com os vidros fechados e com a bolsa escondida embaixo do banco).
Em um sinal ela foi abordada por um flanelinha, daqueles com um borrifador plástico (tipo Vidrex) e uma flanela nas mãos.
Ao invés de já começar a limpar o vidro dianteiro, sem perguntar nada, como normalmente fazem, o rapaz (que aparentava ter uns 12/13 anos) veio tentar conversar.
Minha amiga acenou dizendo que não tinha dinheiro, e não deu muita atenção...
O jovem começou a ficar nervoso, como se estivesse drogado, tentando fazer com que ela abrisse a janela.
Esperou o sinal abrir e saiu normalmente com o carro. Pouco depois, percebeu que o rapaz havia borrifado um tipo de espuma na janela lateral.
Na hora não se preocupou. Ao estacionar o carro, no pátio da firma, percebeu que o vidro estava sujo, desgastado em algumas partes.
O segurança da empresa dela perguntou se isto havia sido feito por algum menino de rua. Ele disse que ela teve sorte de estar com os vidros fechados, pois aquilo que o menino de rua havia jogado na janela era ÁCIDO.
O segurança afirmou que sua cunhada, enfermeira do Hospital Santa Joana, já atendeu dois casos, todos envolvendo mulheres que dirigiam sozinhas no carro.
Em um dos casos foi necessária uma cirurgia plástica reconstrutiva de parte do rosto.
Meu nome é Ivan Melo, (xx) 99xxx-xx40, qualquer informação complementar, podem me ligar...
NÃO ABRA O VIDRO POR NADA!!!

Será verdade que os flanelinhas estão borrifando ácido nos vidros dos carros?


Verificação dos fatos – A história de flanelinhas borrifando ácido nos carros é bastante antiga e podemos ver registros dela em 2007 no Blog 4 Cantos.

Nos primórdios desse boato, a pessoa agredida seria Sandra Quarrirah. Posteriormente a história evoluiu e a personagem teve seu nome alterado assim como a localização do evento. A rua que era Ricardo Jafet passou a ser Av. Agamenom Magalhães.

O texto original, fazia menção a um hospital em que a enfermeira trabalhava. De hospital do Ipiranga, mudou para o Hospital Regional do Agreste e agora não mencionam hospital algum.

Os boatos iniciais citavam o ácido muriático (conhecido como ácido clorídrico), mas esse tipo de ácido não corrói e nem desgasta vidros.

O tipo de ácido capaz de agredir vidros é o ácido Fluorídrico. Mas é um ácido muito difícil de ser comprado, além de precisar de equipamentos especiais para o seu manuseio. Só o ato de borrifar esse tipo de ácido já traria severas complicações para o “flanelinha”, pois se trata de um ácido que possui um cheiro forte e altamente tóxico


Concluindo, essa história de flanelinhas jogando ácido em vidros de carro para roubar, é uma velha lenda urbana que circula na internet desde 2007 e sofreu diversas alterações.

Siga Boatos.info no Facebook
Siga o Boatos.info no Twitter:
Mande sua sugestão de boatos e mantenha-se informado sobre outros boatos através do Whatsapp:  2199844-0853


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Adbox