Breaking

domingo, 30 de julho de 2017

Feminista se afoga e processa salva-vidas que tocou em seu corpo

Boato - Feminista se afoga e processa salva-vidas que tocou em seu corpo

Um vídeo depoimento circula na internet, contando a história de uma feminista que, durante as férias de verão, se encontrava em um lago que possuía uma plataforma de onde as pessoas pulavam. Ao pular do trampolim, a feminista bateu a cabeça e ficou inconsciente. 

Ao acordar, notou que várias pessoas estavam ao seu redor, e percebeu, também, que um senhor, com cerca de 40 anos, apertava o seu peito. Sem entender o que acontecia, a mulher foi esclarecida por seu salvador que ela teria ficado por cerca de 2 minutos na água, desacordada. O homem ainda comenta que ela teve sorte em ter sido resgatada a tempo.

A mulher segue o relato dizendo que parte dela estava feliz por ter sido salva, mas, ao mesmo tempo, se sentia indignada por ter sido tocada. 

Na mente dela é um absurdo que o homem tenha se achado no direito de retira-la da água – tocando em seu corpo- em um momento em que, inconsciente, não poderia dar tal permissão.

-“Ele possuiu meu corpo, me pegou pela cintura e me tirou de lá, como se tivesse esse direito. Como se quisesse fazer sexo comigo na água, sexo aquático. Eu me sinto tão violada”, relata no final do vídeo.

Assista ao vídeo:



Será verdade que uma feminista está processando um salva-vidas que a resgatou de um afogamento?


Publicidade:

Verificação dos fatos – Na verdade, essa história da “Feminista que processou o salva-vidas que a resgatou, por ter tocado em seu corpo” circula na internet desde 2015.

Originalmente, essa fake News foi criada pelo site “humorista” Stately Herald. 

Após a história virilizar, uma mulher, chamada Cassidy Boon, muito conhecida por criar Fanfic (histórias fantasiosas) com a intenção de se tornar destaque na internet e ganhar dinheiro, decidiu gravar um vídeo falso contando o caso como se fosse real e acontecido com ela.

Toda essa farsa foi esclarecida pelos sites The Daily Dot e Snopes em 2015.

Concluindo: o vídeo viral da feminista relatando que relatou que processaria o salva-vidas que a resgatou de um afogamento, porque ele teria tocado em seu corpo sem a sua permissão é falso. Foi Foi criado por Cassidy Boon, uma feminista militante que usa sátira provocativa para criar indignação com questões sociais e construir status nas mídias sociais.
Siga Boatos.info no Facebook
Siga o Boatos.info no Twitter:
Mande sua sugestão de boatos e mantenha-se informado sobre outros boatos através do Whatsapp:  2199844-0853


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Adbox