Breaking

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Livro de Claudia Leitte foi vetado na lei Rouanet - Verdadeiro

O polêmico Livro de Claudia Leitte será vetado.

Desde que foi anunciado que o livro de Claudia Leitte  recebeu autorização do Ministério da Cultura (MinC) para captar R$356 mil (R$ 355.927 na verdade), milhares de protestos pipocaram nas redes sociais, afinal, por mais que o dinheiro não saia diretamente do bolso dos brasileiros, a captação de recursos abate o valor no imposto de renda dos patrocinadores.

Na pratica são menos 356 mil reais que deixam de entrar nos cofres públicos ou deixam de ir para outros projetos que realmente necessitam do apoio da lei Rouanet.



Conforme decisão publicada na terça-feira no Diário Oficial, o MinC autoriza a produtora da cantora, a Ciel, a captar patrocínio para uma biografia, com entrevista, letras e cifras de músicas e fotos dela.

Diante de tanta polêmica e acusação de favorecimento a determinado tipo de artista, ou mau uso dos recurso , o MinC se pronunciou sobre a questão dizendo que "todo projeto cultural, de qualquer artista, produtor ou agente cultural brasileiro pode se beneficiar desta Lei e se candidatar à captação de recursos de renúncia fiscal".

"O projeto 'Livro Claudia Leitte', da Produtora Ciel Ltda., tramitou regularmente em todas as fases de análise e obteve autorização da CNIC, publicada no Diário Oficial da União em 16 de fevereiro de 2016, para captação de R$ 355.927,00. O parecer técnico que gerou a aprovação se baseou nos critérios objetivos listados no Art. 40 da IN nº 1/2013".

O MinC ainda informa que nos últimos cinco anos, cerca de 9,7 mil projetos foram apresentados anualmente ao incentivo fiscal federal, dos quais 5,3 mil obtiveram aprovação para captação de recursos.

Livro de Claudia Leitte foi vetado na Lei Rouanet:

Na tarde de hoje, 18/02/2016, em entrevista a Revista Fórun o ministro da Cultura, Juca Ferreira, disse que decidiu que vai vetar o uso da Lei Rouanet para o que seria futuro livro da cantora Claudia Leitte.

Em entrevista ao blog, ele explicou que o veto é mais uma demonstração de como a Lei Rouanet precisa ser discutida pela sociedade e, consequentemente, sofrer alterações para que seja mais eficiente em seu propósito.

Por outro lado a assessoria de Claudia Leitte disse que o projeto foi abortado em 2015 antes da aprovação pelo MinC

Nota oficial da assessoria da Claudia Leitte:


Em 2014, um projeto previa um livro institucional sobre Claudia Leitte - ao contrário do noticiado pela imprensa, não tratava-se de uma biografia. Ontem, também pela imprensa, a Ciel - empresa que gere a carreira da artista - soube que o projeto, em total conformidade com Lei Rouanet, foi aprovado. Deste modo, a Ciel poderia captar recursos junto a iniciativa privada. No entanto, a Ciel repudia notícias maldosas que sugerem que Claudia Leitte se beneficia de incentivos fiscais e informa ainda que o mesmo já estava abortado - sendo assim, como o recurso não foi captado, será arquivado no MinC (Ministério da Cultura).

Concluindo: Se o livro de Claudia Leitte estava abortado ou não pouco importa, o que importa é que o MinC tem sido usado para uma grande farra do boi, com absurdos como:

  1. O  livro de Chico Buarque traduzido para Coreano,
  2. o documentário sobre a vida de José Dirceu,
  3. O DVD do Mc Guimê de R$ 516 mil
  4. O blog, isso mesmo BLOG da Maria Bethania de 1,3 milhões de reais
  5. Turnê de Luan Santana no valor de 4,1 milhões
  6. Shows de Claudia Leitte no valor de 5,8 milhões
  7. Filme do Brizola 1,9 milhões
  8. Show da Peppa Pig, 1,8 milhões
  9. Turnê do Detonautas 1 milhão de reais
  10. E o mais incrível de todos 25 MILHÕES para concertos do maestro João Carlos Martins, sem que ele tivesse conhecimento disso ( Folha)



Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Adbox