Breaking

segunda-feira, 19 de outubro de 2015

Iogurte Frozen da Danone causa alergia?

Será verdade que o Iogurte Frozen da Danone causa alergia nas criança?

No dia 13 de Outubro, Cristian Alex, morador da cidade de Montenegro (RS) postou no Facebook um alerta dizendo que pela segunda vez a sua filha Bárbara, de dois anos e meio, vomitou bastante depois de consumir um iogurte Frozen da Danone.


A postagem que tem mais de 190 mil compartilhamentos, e dentro dos comentário inúmeras pessoas relatam que suas crianças também apresentaram quadro de alergia ao consumirem o iogurte Frozen da Danaone.


Logo a seguir, foi postada uma outra foto no Facebook mostrando as pernas de uma criança que supostamente teve alergia ao consumir o iogurte Frozen.


Aparentemente a causa das alergias estariam no corante Azorrubina, que é proibido em diversos países da Europa e nos EUA, por ser associado a diversos tipos de câncer.



Postagem no Facebook alerta que iogurte Frozen da Danone causa alergia!


Iogurte Frozen da Danone causa alergiaCristian disse que 10 minutos depois de comer o danone pela primeira vez, Bárbara passou mal e vomitou umas 10 vezes. “Não associamos na primeira vez porque tínhamos ido almoçar fora e minha filha tinha comido bastante maionese”, escreveu.
Dias depois ela comeu o segundo potinho e dez minutos depois começou tudo de novo, vomitar muito”.

Uma outra foto foi  postada no Facebook e compartilhada pela pagina curiosidades históricas mostrando uma criança com o corpo atacado por alergias que se suspeita terem sido causadas pelo iogurte Frozen da Danone.

alergia iogurte frozen

Resposta da Danone sobre o Iogurte Frozen:


No Reclame Aqui, alguns consumidores tem reclamado que o iogurte Frozen causa alergia nas crianças, aqui e aqui. Na página da Danone também existem muitas reclamações e pedidos de explicações. A resposta da Danone é daquelas padronizadas, que nada esclarecem.



«A Danone esclarece que todos os ingredientes que compõem nossos produtos são seguros para o consumo, não representando risco à saúde. Os ingredientes utilizados são aprovados pelos órgãos competentes.
Nos mantemos à disposição para quaisquer esclarecimentos aos consumidores, através do telefone 0800 7017561 ou email dac@danone.com.»

Corantes de iogurte banidos em diversos países.


O corante Azorrubina(E122) é permitido no Brasil, mas proibido ou não recomendado na União Europeia e proibido nos EUA.


Na União Europeia, os corantes artificiais são proibidos em cinco países e, nos outros, uma advertência deve ser colocada em toda comida ou bebida que contenha qualquer uma das seis cores - amarelo crepúsculo (E110), amarelo de quinoleína (E104), azorrubina (E122), vermelho 40 (E129), tartrazina (E102) e ponceau 4R (E124). A embalagem deve conter um aviso alegando que pode haver um efeito adverso na atividade e atenção em crianças. No Brasil, são permitidas cinco das seis cores (amarelo crepúsculo, azorrubina, vermelho 40, tartrazina e ponceau 4R).


A Azorrubina pode provocar: reações alérgicas como asma, bronquite, rinite, náusea, broncoespasmo, urticária, eczema, dor de cabeça, eosinofilia e inibição da agregação plaquetária à semelhança dos salicilatos. Insônia em crianças associada à falta de concentração e impulsividade. Reação alérgica cruzada com salicilatos (ácido acetilsalicílico), hipercinesia em pacientes hiperativos. Pode provocar hiperatividade em crianças quando associado ao benzoato de sódio.


Concluindo: Apesar de diversos estudos associarem o uso dos corantes com diversos problemas que afetam a saúde, o seu uso é permitido e regulamentado no Brasil pela ANVISA.


Azorrubina - Seu uso é liberado para alimentos nos países da União Europeia, porém é proibido nos Estados Unidos. Mesmo com seu uso liberado, necessita de estudos adicionais sobre o seu metabolismo.


Os corantes podem causar desde simples urticárias, passando por asmas e reações imunológicas, chegando até ao câncer em animais de laboratórios.


As reações alérgicas podem ou não ocorrer dependendo do organismo de cada pessoa. É importante que os pais e responsáveis que optarem por dar alimentos que possuam algum dos corantes acima listados, procurem um médico caso ocorra qualquer tipo de reação alérgica, e informar ao mesmo que está dando o alimento, se possível levando a embalagem com o rótulo com os ingredientes.


Cabe aos pais e consumidores optarem por dar ou não essas porcarias aos seus filhos.


 


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Adbox