Breaking

quinta-feira, 16 de julho de 2015

Médicos tiram selfies durante o parto exibindo partes intimas de pacientes #deliveryroom

Médicos tiram selfies durante o parto exibindo partes intimas de pacientes:


Uma nova mania entre os médicos obstetras durante o parto pode estar acontecendo; tirar selfie durante os partos mostrando a vagina das pacientes. Um dos casos polêmicos registrados é de um estudante obstetra da Venezuela chamado Daniel Sanchez, que postou no instagran uma imagem de si mesmo sorrindo enquanto uma mulher, que aparece nua da cintura para baixo, dava à luz.


Sempre foi comum desde décadas atrás do século passado, os pais fazerem, eles mesmo, registros em fotos ou videos do nascimentos de seus filhos, ou pedirem que os médicos filmem ou fotografem os partos. Hoje com o a internet e a facilidade que os celulares proporcionam, já existe até uma hashtag para isso muito usada nas redes sociais, principalmente instagran, a hashtag  #deliveryroom  (#saladeparto).


No caso do Venezuelano , ele diz em seu instagran que poderia fazer o parto, mas antes tinha que tirar o Selfie.


medicos fotos salas de parto


A imagem, obviamente, provocou fúria entre internautas que assinaram uma petição pedindo que Sanchez enfrente uma ação disciplinar pesada. O estudante pediu desculpas por qualquer ofensa que tenha causado, mas nega ter feito a própria foto. Ele lega que a mulher não foi desrespeitada porque não era possível ver seus órgãos genitais ou seu rosto, e também afirma que ela consentiu.


Outras fotos de sala de Parto:


doctors are taking selfies of women's vaginas after delivering babies

2255


Concluindo: Espera-se que os hospitais comecem a ter normas rígidas em relação a esse tipo de conduta, passando a proibir que médicos levem celulares para dentro de salas de parto sem a prévia autorização por escrito dos pacientes e seus responsáveis legais.


Como o caso aconteceu na Venezuela, fica difícil acompanhar o desenrolar desse caso, mas por aqui jṕa tivemos exemplos semelhantes de médicos expondo indevidamente o corpo do cantor Cristiano Araujo, inclusive rolou um boato dizendo que o medico legista que filmou o Cristiano Araujo teria sido assassinado por fãs revoltados com o ato.

Claro que expor uma vagina de uma paciente ou qualquer doença de um paciente, vivo ou morto é caso para processar e demitir o autor da idiotice. E na boa, tirar selfie das partes intimas da paciente e colocar na rede é uma perversão sexual. Quem quer ter um medico desses mexendo nas suas intimidades? Ninguém decente, certamente.



Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Adbox