Breaking

quarta-feira, 8 de julho de 2015

Chefe do UFC pede que lutadores parem de falar em Jesus

Será verdade que o  todo poderoso presidente e Chefe do UFC pede que lutadores parem de falar em Jesus durante as entrevistas após as lutas?


De fato, Dana White está bastante irritado com algumas entrevistas no fim das lutas, falando de religião e pede para que os atletas se limitem a falar somente da luta. A polêmica declaração ocorreu durante uma entrevista para o site "MMA Fighting", e foi motivado por causa da declaração dada no último dia 27 de julho, pelo cubano Yoel Romero que nocauteou o brasileiro Lyoto Machida. Na sua entrevista, após a vitória, Yoel Romero fez um discurso forte sobre Jesus que foi interpretado como uma crítica ao casamento gay que tinha sido aprovado pela Suprema Corte Americana no dia anterior.


Chefe do UFC pede que lutadores parem de falar em Jesus


"Escutem, pessoal! O que aconteceu com você, EUA? O que está acontecendo? Você esqueceu o melhor dos melhores do mundo, o nome de Jesus Cristo? O que aconteceu com você? Acorde, EUA! Volte a ele, volte! Volte a Jesus! Não se esqueçam de Jesus, povo!", discursou Romero.


Romero, que tem o apleido de "Soldado de Deus", se desculpou dias depois pelo o que ele considerou como um mal-entendido:


"Se causei algum mal-entendido, peço desculpas e perdão a quem se sentiu ofendido. Sou um homem de Deus, e Deus é amor. Tudo o que eu falar sempre vai ser sobre amor. Tudo o que eu disse octógono era sobre o sonho americano. Houve um mal-entendido sobre o casamento gay", disse.


Mesmo depois das desculpas, Dana White em entrevista pede que lutadores parem de falar em Jesus: Assista ao video que está em inglês

[embed]https://www.youtube.com/watch?t=469&v=p2Q8A4Pds1c[/embed]

America doesn’t want to hear your thoughts on Jesus. Keep that stuff at home – religion, politics, all the stuff. When you’re fighting and being interviewed, they want to hear about the fight. It’s awesome you love Jesus. Love Jesus all you want. You just don’t have to do it publicly



Tradução:




"Os Estados Unidos não querem ouvir seus pensamentos sobre Jesus. Mantenha isso em casa - religião, política, tudo isso. Quando você está lutando e sendo entrevistado, eles querem ouvir sobre a luta. É maravilhoso que você ame Jesus. Ame o quanto você quiser. Mas não em público"



Concluindo: É verdade que o presidente do UFC Dana White pediu que os atletas parem de falar sobre religião, mas a intenção dele é impedir que o octógno se transforme em palco ou palanque e divida os apreciadores da luta, irritando alguns e criando um clima de disputa diferente da proposta do esporte.


Claro que ele não se refere ao agradecimento a Deus puro e simples. O que está sendo proibido é o discurso inflamado querendo incitar a multidão a uma causa ou crença.

Você acha que ele agiu certo?



Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Adbox